QUEM É ELE?



Micheli Silva Cardoso do Lago, mais conhecido pelo nome artístico Mikeli Hub, é um multi-instrumentista, cantor, compositor, produtor musical... ator e poeta baiano. Ficou conhecido na internet a partir de 2008, quando lançou o álbum autoral Longe de Casa, que lhe rendeu mais de 100 mil plays no Myspace. Da mesma geração de artistas como Mallu Magalhães, Strike, Vanguart e Roberta Sá, porém, muito menos conhecido da grande mídia, Mikeli Hub se consolidou no meio musical virtual alternativo daquela época. 

Em redes sociais como o Myspace, principalmente, era comum que os artistas trocassem informações e incentivassem uns aos outros. Mallu Magalhães, que naquele ano despontou para o grande público, chegou a enviar mensagens de incentivo para Mikeli. “No Myspace, éramos todos amigos. Mas, a conversa era pouca. Todo mundo tinha outras atividades, como faculdade e trabalho... E o pouco tempo que sobrava era ocupado pelas gravações, geralmente, rudimentares que fazíamos. Era tanta gente nova chegando com muita música boa e clipes improvisados, que todos nós, frequentemente, deixávamos recados/opiniões nos perfis desses parceiros mais próximos, os encorajando a continuar... Enquanto muita gente se dividia entre Orkut e Facebook, a gente convivia no Myspace e tava sempre ligado na MTV”... Em 2008, quando a MTV Brasil anunciou o nome da Mallu para o prêmio de Artista do Ano, embora ela não tenha vencido, todos nós que a conhecíamos pela web e compartilhávamos dos mesmos sonhos, vibramos juntos”, confessa o artista. O sucesso ia acontecer para muitos deles e aconteceu. Muitos se tornaram mega famosos e outros continuam habitando esses nichos alternativos (reais e virtuais) longe dos holofotes. Mesmo assim, como a história já provou, muita música boa continua ecoando nestes espaços. 


Após o sucesso do álbum Longe de Casa na web, em 2010, Mikeli Hub lançou Unforgettable - segundo álbum da carreira - primeiro disco experimental do artista. Dois anos depois, em meados de 2012, Mikeli apresentou ao público o álbum Volta da Revolta, seu terceiro trabalho autoral. Após 5 anos de projetos paralelos e alguns singles, em 2017, Mikeli lançou IDentidade - álbum experimental que navega pelos ritmos do nordeste brasileiro. Em 2018, Mikeli Hub está de volta com mais um álbum: Em Toda Parte. Este novo disco traz músicas inéditas do artista e celebra o aniversário de 10 anos do álbum Longe de Casa. Antes de tudo isso, no final dos ano 90, Mikeli já dava sinais de que poderia se tornar um artista... 


Como muitas crianças, Hub cantou no coral da igreja ainda pequenino e atuou em diversas peças teatrais. A diferença é que o garoto já sabia o que queria ser... Na verdade, ele sempre foi! Ele só não imaginava que, além do teatro, a música também se tornaria fundamental em sua vida. 

Em 1998, no limiar da adolescência, Hub ingressou no Grupo de Teatro Trancos & Barrancos. No mesmo ano, começou a estudar piano, gaita, violão e tudo o que encontrava pela frente. No ano seguinte, foi convidado para participar de uma banda de ritmos regionais, embora ele nem imaginasse que esta experiência viria a se tornar frequente em sua vida. As peças teatrais aconteciam em paralelo e sempre recebiam maior atenção e dedicação por parte do jovem Mikeli. Até então, a música era só um hobby. As artes plásticas, o fascínio por múltiplos idiomas e toda a sorte de assuntos místicos e literários devoravam todo o seu tempo... E ele adorava estar imerso nesse oceano de informações. 

Em 2001, numa improvável noite de verão, eis que à sua porta bate uma primeira composição: ‘Princípio’ - esta música, literalmente, dá início à sua carreira de compositor. Na medida em que o tempo passava, Mikeli se via cada vez mais apaixonado pelo teatro, poesia, música... E tudo isso rimava com a rebeldia que ele ainda conserva. Mas, o destino tinha planos que nem ele previa. Por razões variadas e acasos que só o tempo explicaria, o teatro cedeu lugar à música, que se tornou cada vez mais central em sua vida. Mas, pessoalmente, Mikeli não separa as suas vocações em categorias: “tudo é arte em toda parte”... E o músico também atua quando canta, toca, escreve e dança... Talvez, eu seja apenas um ator dando vida ao músico que apareceu em mim”, explica ele. Enfim, Mikeli Hub está aí para ser o que quiser ser e, sobretudo, cumprir o seu dever de viver a arte que ele é. 


Desde 1999, Mikeli já participou de inúmeras bandas de ritmos regionais, se apresentando em incontáveis cidades da Bahia e de outros estados. Mas, é no rock n’ roll que ele mostra toda a sua excentricidade. No entanto, surpreendendo os mais conservadores, Mikeli já gravou de tudo: do clássico ao módico e se considera “o criador da Bossa Rock” - gênero originado da fusão entre Bossa Nova e Rock n’ Roll, presente na sua música Volta da Revolta


Fã de bandas famosas como U2, A-Ha e Radiohead, além de outras menos conhecidas, porém tão fabulosas quanto estas... Admirador de nomes atemporais da música brasileira... Mikeli sempre tem alguma preciosidade guardada na manga e gosta de surpreender o público cantando clássicos de seus ídolos. Mas, até hoje, em todos os seus discos, o público encontra apenas músicas de sua autoria. Todas elas revelam um pouco da sua essência artística, traduzida na forma de melodia e letra. 


No melhor estilo “faça você mesmo”, Mikeli Hub continua criando, desenvolvendo e divulgando o seu próprio som. Para dar conta de tantas ideias e planos, a sua fonte de energia precisa ser inesgotável. Que seja! 



nts heard in this album, as in others, which is not common in the universe of music. Therefore, we can say that 'Em Toda Parte' is another sample of the many talents of this Brazilian fascinated by keys, strings and words... It is a record for those who seek new sonorities in the alternative scenario of contemporary Brazilian music. As the lyrics are Mikeli's compositions, the truth permeates each phrase echoed and gives weight to the content of his latest album, notably dense and pictorial.